Um vídeo, onde um homem é filmado fazendo uma orgia com cinco mulheres em um motel, caiu nas redes sociais e entrou nos Trend Topics do Twitter. O motivo de tanto barulho seria o personagem principal do vídeo: o candidato ao governo de São Paulo, João Doria, estaria fazendo uma suruba com prostitutas em um quarto de motel. A filmagem, feita dia 11 de outubro deste ano, foi divulgada pelo WhatsApp e depois espalhada rapidamente em outras redes sociais.
 

Muitos internautas, a maioria eleitores de outros partidos, afirmaram que se trata do candidato. Outros, mais sensatos, disseram que o homem é parecido, mas poderia ser um vídeo fake contra Dória para prejudicá-lo na reta final das eleições de 2018.
 

O maior problema do vídeo, supostamente, da suruba de João Doria com as garotas de programa é, além da atitude criminosa do autor das imagens, a repercussão negativa por mais falso que seja o vídeo, sendo capaz até de mudar o rumo das eleições. Existem várias motivos para não se votar em Dória, bem como no Márcio França, mas se alguém levar em conta esse vídeo, estará cometendo uma injustiça.
 

Por meio de nota, a assessoria de João Doria negou que seja ele nas imagens, diz estar “horrorizada com o baixo nível da campanha”, a equipe do seu oponente seria a responsável pela “montagem” e estaria envolvida com a divulgação do vídeo. Para tanto, Doria tomará todas as medidas cabíveis jurídicas.
 

Veja o vídeo da orgia com João Dória e tire suas dúvidas ele é real ou não:
 

Agora eu pergunto: o que você achou do vídeo? É verdadeiro ou é falso? Dê sua opinião nos comentários.
 

[update 25/10/2018 11h10]
 

Uma análise realizada por uma perita criminal aponta que o vídeo íntimo de um homem com pelo menos cinco mulheres foi manipulado digitalmente para mostrar o rosto de João Doria, sobre a face de uma outra pessoa.
 

Logo em uma análise superficial, o homem deitado na cama olha continuamente na mesma direção, sem interagir com as mulheres. Outro ponto foi a iluminação direcionada do espaço, que teria o propósito de esconder o rosto da pessoa. Segundo a especialista, a montagem não foi realizada sobre um vídeo qualquer da internet. Ou seja, as pessoas estavam naquele quarto com o intuito de gravar exatamente aquelas imagens. Outro sinal que alertou a perita foi o fato de que a imagem utilizada de João Doria seria uma mais antiga que a atual.
 

Como as intervenções no computador deixam marcas nos vídeos originais, o software forense detectou que há uma espécie de mancha no pescoço do homem. Além disso, em certos momentos, uma das mãos desaparece parcialmente, e o lábio, que deveria se mexer, fica estático.
 

A manipulação das cenas também seria perceptível quando uma das mulheres joga uma calcinha sobre a cama.
 

Apesar de indicar que o resultado da perícia é “100% conclusivo”, a profissional afirma que o laudo está sujeito a uma “reanálise”, caso surjam fatos novos que impactem suas conclusões. Um exemplo disso seria o aparecimento do arquivo original e do equipamento usado para a gravação do vídeo em questão.
 

Para ler na íntegra, clique aqui
 

Após a análise da perita você ainda acha que o vídeo é verdadeiro ou falso? Dê sua opinião nos comentários.

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO